top of page

REITORIA

Um dos maiores desafios de uma gestão é constituir uma equipe executiva que cumpra os objetivos institucionais em convergência com as melhores práticas em gestão de pessoas, gestão de riscos e governança, cumprimento fiel da legislação e das normas e, sobretudo, com uma atuação lúcida, serena e firme para enfrentar os desafios cotidianos. Enxergamos a gestão central como facilitadora da execução das práticas indissociáveis de ensino, pesquisa e extensão. Gostaríamos de propor uma gestão fecunda para o nascimento e crescimento da criatividade e do humanismo, próprios e necessários para o desenvolvimento científico, para o respeito aos nossos servidores e estudantes e para a formação emancipatória de novas gerações.

PROPOSTAS

  • Favorecer e criar dispositivos para um ambiente saudável de trabalho;

  • Montar uma equipe tecnicamente preparada, em diálogo com os técnicos de cada setor;

  • Propor uma ação política e de negociação em convergência com os objetivos institucionais;

  • Fortalecer o CITEC através do investimento em políticas que favoreçam e incentivem a governança, o empreendedorismo e a propriedade intelectual, seja por meio de ações internas, seja por meio de parcerias.

  • Apoiar a criação de incubadoras de empreendimentos econômicos solidários;

  • Integrar as diferentes pró-reitorias com a instituição de reuniões periódicas e públicas, com o objetivo de promover a participação e o republicanismo das nossas ações;

  • Realizar, quando eleitos, a primeira rodada de assembleias e referendos com toda a nossa universidade, com o objetivo de definir os nossos pilares e o nosso futuro;

  • Descentralizar os atos, delegando competência às pró-reitorias e unidades acadêmicas, sempre que viável e em comum acordo;

  • Respeitar as decisões dos conselhos superiores;

  • Trabalhar pelo aumento dos recursos, de modo público e para os objetivos institucionais previamente planejados;

  • Criar o programa reitoria de portas abertas, onde os membros internos e externos à UFVJM possam apresentar sugestões, propostas, problemas, reclamações e terem efetivamente suas demandas ouvidas e executadas dentro das possibilidades;

  • Induzir a criação de programas institucionais específicos, tais como: de combate a todas as formas de assédio, de promoção da saúde mental na universidade, de inclusão de pessoas, de leitura literária, de esporte e lazer;

  • Investir na capacitação e formação continuada de servidores - docentes e técnicos - a respeito de temas como deficiência, educação inclusiva e acessibilidade;

  • Promover maior inserção política da UFVJM junto aos poderes instituídos, visando estabelecer parcerias de interesse da coletividade, na perspectiva da melhoria dos serviços prestados nas mesorregiões que sediam os campi;

  • Trabalhar para a efetiva inserção da UFVJM em programas/projetos que visem o desenvolvimento dos vales do Jequitinhonha, do Mucuri, do Norte e do Noroeste de Minas;

  • Negociar com as prefeituras municipais a melhoria da qualidade do transporte coletivo para os campi;

  • Propor a reestruturação de setores administrativos/acadêmicos e de órgãos da reitoria para composição do organograma institucional e setoriais;

  • Fazer gestão junto ao MEC para melhoria, modernização e ampliação do Sistema de Bibliotecas da UFVJM, tanto para ampliação dos acervos quanto para melhoria da infraestrutura, de acordo com as demandas de cada campus;

  • Apresentar a UFVJM e sua importância na região e buscar maior inserção e apoio na política municipal, estadual e federal;

  • Estabelecer parcerias de interesse da comunidade interna e externa;

  • Estabelecer políticas de combate a todas as formas de assédio (moral, psicológico, sexual, etc.) no ambiente de trabalho. Prezamos por uma ambiente saudável e justo, livre de opressão. As chefias deverão ser lideranças positivas e inspiradoras, preocupadas com a qualidade do ambiente de trabalho; 

  • Estabelecer políticas de cuidado e atenção aos animais abandonados nos campi da UFVJM em parceria com os setores competentes das prefeituras;

  • Conferir maior visibilidade à produção da UFVJM, seja nas áreas de ensino, pesquisa, extensão e pós-graduação, seja no desenvolvimento de produtos, etc.

  • Nos comprometemos a respeitar a vontade da comunidade após o fim do processo eleitoral. Na lista tríplice, as chapas devem estar na mesma ordem daquela apontada pela consulta. Os valores democráticos são inegociáveis para a chapa. Após a consulta, defendemos que o CONSU ratifique a vontade da comunidade;

bottom of page